Lula e o SUS


Meus dois filhos nasceram por casaria pelo SUS. Inclusive, meu filho mais novo, passou 12 dias na UTI pré-natal e foi um tratamento maravilhoso.

Às vezes demora mesmo pra marcar uma consulta, ou ter acesso a um exame, mas acho que para se ter uma melhor idéia do que é o Sistema Único de Saúde do Brasil, deveria saber como as coisas funcionam nos EUA, por exemplo.

Lá, pasmem, um trabalhador acidentado, sem um membro do corpo, à beira da morte, se não tiver seguro social que cubra o atendimento, fica do lado de fora do Hospital, abandonado pelo sistema para morrer. Um imigrante sem seguro, está completamente descoberto pela Saúde pública, ao contrário do Brasil, que trata todos com igualdade.

Acho a saúde pública do Brasil, "até onde vi e conheci de perto", um exemplo para o mundo e acredito que se o Lula tivesse que ser atendido pelo SUS, seria bem atendido.

Tem gente irresponsável (que usa Unimed), dando uma de papagaio, repetindo coisas que não sabe, que não viu...

rafa

3 comentários:

Luana lacerda disse...

Acho que pelo que pagamos de impostos não podemos ficar olhando para "outros" países.Acomodarmos e acharmos que está tudo ótimo é oque políticos que já não fazem nada precisam para continuar não fazendo.Trabalho na área da saúde e vejo de perto a vergonha de um sistema que prioriza certos tipos de atendimento pelo lucro que ele da.A saúde no Brasil virou sim um comercio e gostaria sim de ver o lula aguardando 30 dias por uma imuno-histoquímica enquanto seu câncer cria metástase.

Karina disse...

Concordo, eu fiz uma cirurgia pelo SUS para retirar pedras da visicula, fui atendida mto bem, e enquanto minha prima q estava no USA só foi atendida quando teve o dinheiro pra pagar.

Rafa Reparadores disse...

Acredito que existam dificuldades, ficamos sabendo delas todos os dias pela TV, todavia, acho que não há como não traçar um paralelo com os EUA. Sempre ouvi falar da Alemanha dos anos 60, 70, que tinha um seguro social perfeito, baseado num controle de natalidade rígido (fundamentado numa boa educação), mas que foi se esvaindo água abaixo por causa de imigrantes que não pactuavam com o governo e tinham 7, 10 ou até mais filhos, quebrando o sistema.
Os problemas do Brasil são muitos e não acho que a saúde seja o maior deles (digo na minha região, entendam isso).